Um dos principais pontos que levo em consideração ao escolher um hostel é sua localização. Afinal, geralmente quando a gente fica em albergues é porque a grana está apertada ou porque estamos na vibe de fazer novas amizades e saber as melhores dicas locais. Ou seja, teremos que andar muito a pé e de transporte público. Logo, nada melhor do que uma hospedagem perto de tudo. E esse é um dos pontos fortes do Beats Hostel em São Paulo, sua localização.

Esse ano, nós fomos convidados a participar do 1º Explora Sampa Weekend, um evento que teve como intuito mostrar um pouco do que São Paulo tem a oferecer a 5 blogs de fora da cidade. E apesar de nessa viagem não termos escolhido nosso albergue, a galera do Explora Sampa, selecionou muito bem seus parceiros.

Ficamos hospedados no Beats Hostel e por causa do evento, ganhamos uma hospedagem gratuita num quarto compartilhado e um desconto na outra, o que nos saiu por R$ 35,00 a diária. O hostel é famoso por suas festas e seus shots de drinks liberados no happy hour. Apesar de ser um albergue bem agitado, durante a nossa estadia estava tudo muito tranquilo e desfrutamos de um ótimo final de semana por lá. Então chega de enrolação e vamos as nossas considerações sobre o Beats Hostel.

Beats Hostel
Beats Hostel

Localização – Nota 9

Como já falamos, o ponto forte do albergue é sua localização. Situado na Alameda Ribeirão Preto, 258 no bairro de Bela Vista em São Paulo, o Beats Hostel fica a duas quadras da Avenida Paulista e entre as estações do metrô Brigadeiro e Trianon-MASP. Ou seja, uma localização privilegiada. O albergue fica bem no centro de duas ladeiras então se não for o taxi na portinha prepare-se pra subir uma ladeirinha, tando pra direita quanto pra esquerda rolam subidas. Além de a rua do albergue ser bastante calma e segura, o hostel também fica perto dos principais museus da cidade, e está somente a 3,5 km do centro de São Paulo e a 10 km do Aeroporto Internacional de Congonhas.

Acomodações e Comodidades – Nota 7

Os quartos do Beats Hostel são todos bem arrumados e organizados. O albergue possui tanto quartos para casal, quanto quartos compartilhados com 6 ou 10 camas, e tem inclusive, quartos femininos. Sendo que a maioria possui beliches e triliches (o que é um pouco inconveniente para quem fica na cama do topo, tendo que descer “3” andares para ir ao banheiro a noite, por exemplo). Todos os quartos também contam com um locker para cada hóspede. Mas atenção! Traga o seu cadeado. Por questão de segurança, o albergue não fornece um.

Outra coisa boa é que a recepção é 24 horas e o wifi realmente funciona. Mas como já falamos, o Beats Hostel é um albergue de balada, logo o horário de silencio começa a partir da meia-noite, quando fecha o bar.

O hostel também tem uma cozinha toda equipada, um bar, uma salinha com TV e um quintal para fumantes e quem quiser relaxar sem nenhum teto em cima. Na cozinha você mesmo prepara o seu delicioso café da manhã, pão, manteiga, geleias, café, frutas e laranja pra você mesmo espremer na máquina (achamos um luxo essas laranjas! ) Já os banheiros deixam um pouco a desejar, nada que atrapalhe muito. Alguns são maiores e outros bem pequenos, esses menores na hora do banho tudo envolta acaba ficando molhado, no entanto são super limpos. O que os leva ao próximo item.

Beats Hostel
Beats Hostel
Beats Hostel
Beats Hostel

Limpeza – Nota 8

Outro ponto forte do Beats Hostel é a limpeza. Os banheiros estavam sempre muito limpos. A cozinha também estava sempre impecável, assim como o restante dos cômodos compartilhados. Os quartos, a roupa de cama e o cobertor também são bem limpos. O albergue não dá toalhas, portanto leve a sua.

Atendimento – Nota 10

Toda a equipe do Beats Hostel é super atenciosa. Nos fez sentir em casa, assim que chegamos entregaram mapas e explicaram pra gente os principais pontos a se visitar com muita simpatia. O albergue possui muitos gringos trabalhando no local, o que exige um pouquinho de paciência as vezes, principalmente para quem não fala inglês, mas se eles não entenderem vão chamar alguém que entenda. Inclusive o dono é um holandês que fala português e é muito gente fina. Vale a pena trocar ideia se encontrar com ele por lá.

Custo-Benefício – Nota 8

No geral o Beats Hostel possui um ótimo custo-benefício, principalmente por causa da sua localização. A diária do albergue sem ser em feriados ou eventos, saí por R$ 39,00. Ou seja, por tudo o que é oferecido, acreditamos que o preço é bem justo. Super recomendamos! Para fazer sua reservar com deconto, veja no site do Booking.

Bem galera por hoje é isso. Para quem estiver indo a São Paulo, fica a dia. Se você conhece alguém que também pode gostar desse review, não deixe de compartilhá-lo. Não se esqueça de também nos seguir no Facebook, Twitter e Instagram, temos muitas dicas legais por lá.

Beijos e abraços.

CsV

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

Deixe seu comentário: