Quem não gosta de economizar dinheiro durante uma viagem? Quando falamos que íamos visitar Nova Iorque, vários amigos que já tinha ido, só falavam duas coisas: a cidade é incrível, mas é muito cara! Por ser uma das cidades mais visitadas do planeta e ser o coração financeiro do mundo, Nova Iorque realmente é uma cidade com preços acima da média, mas com as dicas certas, é possível economizar muito durante a sua viagem.  

Para quem morou no Rio de Janeiro durante os anos de Copa do Mundo e das Olimpíadas, como nós, nada nos assusta mais. Nessa época em que a moeda do Brasil mudou de Real para Surreal, tivemos que aprender e criar várias técnicas para conseguir morar e curtir o Rio.

Nova Iorque, assim como o Rio, possui muitas opções de lazer grátis, e por ser uma cidade muito grande, também tem muita oferta de hospedagens e comidas mais em contas. Com as dicas certas, com certeza você vai conseguir economizar um bom dinheiro durante a sua viagem a Nova Iorque.

Por isso, depois de passar 7 dias zuretando pelas ruas nova iorquinas, separamos 10 dicas para economizar em Nova Iorque.

Manhattan vista do Brooklyn Bridge Park

1) Dê preferência aos passeios grátis

A principal dica para economizar em Nova York é escolher bem os passeios e lugares que você vai visitar. Por ser uma megacidade, e um dos lugares mais visitados do mundo, Nova Iorque tem atrações de todos os tipos, desde tours e passeios pagos, até lugares em que você consegue curtir sem pagar nada. Para você ter noção, é completamente possível você passar 7 dias ou mais curtindo Nova Iorque sem pagar nenhuma atração turística e sair de lá sem arrependimentos.

Visitar o Central Park, a Biblioteca Pública de Nova Iorque, a Brooklyn Bridge, a Time Square, o Touro e a Menina de Wall Street, são somente algumas das atrações gratuitas que a cidade reserva para você. Isso sem contar os passeios pelos bairros do Soho, Chinatown, Brooklyn, entre outros.  Acho que deu para você perceber que não falta lugar gratuito para curtir Nova Iorque.

Central Park
Brooklyn Bridge
Biblioteca pública de Nova Iorque

2) Alugue um quarto ou apartamento ao invés de hotel

Com a nova oferta de aluguel de quartos e apartamentos por temporada, é possível achar muita opção bacana bem mais em conta que os hotéis. Atualmente, alugar um quarto ou apartamento no exterior é muito fácil e seguro. Você pode fazer todo o procedimento da busca do quarto ou apartamento em português pelo site AirBNB. O site do Booking também conta com algumas ofertas em descontos de quartos e apartamentos.

Ambos os sites garantem o seu pagamento, e só liberam o seu dinheiro depois da você chegar e verificar que o que alugou condiz com a oferta no site. Porém atenção! Apesar de o site ser traduzido para o português, o contato com o dono quarto ou apartamento que você está alugando será feito em inglês. Ele te passará todas as informações de check-in e check-out pelo e-mail em inglês.

Entrada do Quarto que alugamos no Brooklyn

3) Se hospede no Brooklin ou no Queens

Assim como em toda cidade turística, ficar hospedado próximo das principais atrações custa bem mais caro. Como Nova Iorque possui um bom transporte público com metrô cortando toda a cidade, a dica para economizar é fugir de Manhattan.

Porém, saiba que ir de metrô do Brooklyn ou Queens até Manhattan, leva aproximadamente 1 hora de viagem, dependendo de onde você estiver hospedado. Logo, se você se hospedar nestas localidades irá economizar dinheiro mas gastará mais tempo.

Logo, a dica é considerar quanto tempo você tem de viagem, e o quão importante é para você estar próximo de tudo. Como nós tínhamos 7 dias em Nova Iorque, alugamos um quarto no Brooklyn pelo AirBNB e saiu bem mais em conta do que ficar em algum hotel ou albergue. Apesar de ser meio longe (40 a 50 minutos de metrô dos principais pontos turísticos), o quarto era muito confortável e muito amplo. Valeu super apena!  

Quarto que alugamos no Brooklyn
Quarto que alugamos no Brooklyn

4) Use o MetroCard

Apesar de ser uma cidade cara, Nova Iorque tem a vantagem de ter um transporte público bom. O metrô corta toda a cidade e funciona 24 horas. Logo a dica para economizar é se locomover sempre por baixo da terra.

Para isso, a dica é comprar um passe livre para uma semana que custa somente $30,00. Com ele você pode usar quantas vezes quiser com intervalos de 18 minutos. Visto que um passe simples de metrô em Nova Iorque custa $2,75, o passe semanal vale muito a pena, mesmo se você ficar hospedado em Manhattan.

Para comprar o MetroCard, você deve ir em alguma estação do metrô e na máquina de vendas de tickets, escolher a opção MetroCard. Em seguida selecionar a opção de “7 days unlimited”. Depois é só paga com dinheiro ou cartão de crédito.

Mapa do metrô

5) Compre um passe para os passeios

Se você se decidir por visitar algumas atrações turística pagas em Nova Iorque, a dica para economizar é comprar um passe combinando vários passeios. É possível economizar até 50% de desconto nos ingressos. Existem 3 passes vendidos por 3 sites diferentes.

City Pass – Nele você tem 2 tipos de passes, o com 6 atrações ou 3 atrações incluídas.

The New York Pass – Onde você compra uma passe e tem acesso para mais de 90 atrações. Tem passes de 1, 2, 3, 5, 7 e 10 dias.

New York Explore Pass – Onde você fica livre para montar o seu passe com quais atrações você quer visitar. Foi esse que nós usamos. Como só visitamos o Top of the Rock e a Estátua da Liberdade, esse era o passe mais em conta para a gente.

Vista do Top of the Rock
Estátua da Liberdade

6) Procure opções baratas de comidas

Comida é outro problema em Nova Iorque. Então a dica para economizar sem ter que ir no Mc Donald’s, a dica é buscar opções baratas na cidade. Por exemplo, tem algumas pizzarias que vende o pedaço de pizza por $1,00. Nós encontramos uma que gostamos muito na esquina da Broadway Street com a …..

Para quem não quer enfiar o pé na jaca, comer um kebab nos foods trucks espalhados pelas ruas da cidade também pode ser uma ótima opção. Outra dica muito importante é: fuja de Manhattan. Assim como tudo, em geral os preços de comida na ilha são mais caros que em outros lugares de Nova Iorque.

Pizza a 1 dólar

7) Encha sua garrafinha de água nos bebedouros dos museus e parques

Outra forma de economizar durante a sua viagem por Nova Iorque é na água. Praticamente todos os museus e parque de Nova Iorque possuem bebedouros com água filtrada grátis. Então não se sinta envergonhado de sair com as suas garrafinhas para encher nos bebedouros públicos.

8) Peça um Uber ao invés de um táxi

Para quem assiste e gosta de filmes americanos, até o táxi de Nova Iorque vira uma atração turística a parte. E realmente eles são amarelos! Iguais aos filmes. Mas para quem precisa economizar, a dica é usar o Uber. Como na maioria das cidades em que o aplicativo funciona, o serviço é mais barato que o táxi. Outro concorrente do Uber que tem bons preços é o Lyft. O app funciona basicamente da mesma forma que o Uber, logo vale checar em qual a corrida está mais barata.

Times Square

9) Use o wifi grátis dos metrôs, parques, museus e lanchonetes

Outro ponto positivo de Nova Iorque é que a cidade possui vários lugares com wifi grátis. Toda estação de metrô tem wifi, alguns parques e museus também. Isso sem falar nas lojas do Starbucks e McDonald’s espalhada pela cidade. Logo, dá muito bem para se virar na cidade sem ter que comprar um chip pra internet por lá.

10) Compre os ingressos para espetáculos e shows da Broadway online

Se você quiser ir ver algum espetáculo ou show da Broadway, a dica é comprar os ingressos online. O próprio site da Broadway possui tickets com descontos. No site Broadway Show Tickets também há muitas opções de ingressos com desconto, vale a pena dar uma olhada.

Então é isso. Esperamos que essas 10 dicas para economizar durante a sua viagem para Nova Iorque, te ajude a planejar a sua trip. Se você gostou do post e acha que ele pode ajudar algum amigo, por favor não deixe de compartilhá-lo. Para saber mais novidades e dicas de viagem, siga a gente no Facebook e Instagram.

Author

Designer, blogueiro e empreendedor por natureza, sou amante de fotografia, viagens e da boa culinária. Após meu primeiro intercâmbio, criei uma paixão por viagens. De lá pra cá foram 2 mochilões, 15 países conhecidos, fora as viagens no Brasil. Fascinado por experimentar novos sabores, adoro combinar e inventar novas receitas.

Comments are closed.